Intimidade com Deus

“A intimidade do Senhor é para os que o temem, aos quais ele dará a conhecer a sua aliança”. (Sl 25.14)
O que é ter intimidade com Deus?
A palavra intimidade revela que uma relação íntima é firmada ou está sendo firmada. Quando um casal de namorados começa um relacionamento, a tendência é que a intimidade do casal aumente sendo mais profunda e edificada, o amor entre o casal aumente, o conhecimento que um tem do outro aumente, a melhor forma de um tratar o outro aumente. Podemos usar esta ilustração para mostrar as semelhanças com nosso relacionamento com Deus. Ter intimidade com Deus é gozar de um relacionamento profundo, intrínseco e puro. É como um casal de namorados, nossa admiração e adoração a Deus aumentam a cada dia, nosso conhecimento de Deus aumenta, nosso temor se torna mais profundo, nosso amor se aperfeiçoa ao passar do tempo de relacionamento que mantemos com ele. Nossa afetividade com Deus se torna sincera e devocional e com isso passamos a tratá-lo da melhor maneira possível.

Portanto, ter intimidade com Deus não consiste em uma obediência fria e sem sal a regras e ordenanças, ultrapassa atos e palavras vãs, vai além do conhecimento bíblico que temos, rompe as barreiras do nosso ego e da nossa vontade própria. A intimidade com Deus começa com o novo nascimento (Jo 3:5), desenvolve-se com um viver diário em sua presença (Gn 3:8) e jamais acabará (Ap 19:9).
Deus nos conhece na intimidade (Sl 139: 13 – 16)
É impressionante saber que Deus já tinha intimidade conosco antes de buscarmos uma intimidade com Ele. Somente nosso Deus que nos criou, conhece nossa estrutura e sabe o que é melhor para nós em qualquer momento de nossa vida. Deus é onisciente, ou seja, Ele sabe tudo e nada está oculto aos seus olhos. Ele sabe o que se passa contigo e comigo, e ainda sabe o que passaremos, e isto revela que Deus tem cuidado de nós, um cuidado zeloso de um Pai por um filho íntimo. 
É através do nosso espírito que Deus mantém comunhão conosco e fala conosco (Provérbios 20:27) na intimidade, no profundo.
Isto mostra que não podemos nos esconder de Deus, ou ocultar qualquer coisa perante os seus olhos. Por tanto não devemos nos esconder de Deus, não devemos ocultar as coisas de seus olhos, até porque não podemos. Se a sua intimidade com Deus acabou ou está em declínio, não esconda de Deus este fato, mas seja sincero perante a Ele, coloque diante Dele o que você fez de errado, coloque perante a Ele o que te incomoda, o que te impede de ter comunhão com Ele. E Ele, com certeza restaurará seu coração para que você viva como filho de Deus, gozando de uma intimidade edificada com o Pai. Em (Daniel 2:22), diz que “Deus revela o profundo e o escondido”. Isto significa que o teu segredo guardado a sete chaves, Deus conhece. O teu passado, Deus conhece. O que te angustia, Deus conhece. Deus esquadrinha nossas mentes e sonda nossos corações às vezes, para ver se há em nós algum caminho mau, para que Ele possa retirá-lo e fazer de nós filhos a cada dia mais íntimos, amados e restaurados a imagem do Pai.
Se sua intimidade acabou, Deus quer restaurar. Se o teu pecado te atrapalha em sua intimidade com ele, Deus quer perdoar!
“Ser religioso não denota uma intimidade com Deus, mais sim revela o nosso pleno desconhecimento de Sua Pessoa”.

Reflita nisso!
Pr. Flavio Muniz
Anúncios
Esse post foi publicado em Intimidade. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Intimidade com Deus

  1. Ótimo estudo bíblico. Parabéns Pr. Muniz. Ter intimidade com Deus é indispensável para todos os cristãos, mormente para àqueles que levam seu Evangelho. Ótimo blog.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s